LENDAS URBANAS

Você acredita?
Seja nos filmes, nos livros ou no boca a boca, as lendas urbanas são perpetuadas todos os dias.

A facilidade com que algumas histórias se espalham entre as pessoas surpreende. Do chupa-cabra á loira do banheiro, há quem aforme com toda certeza que já teve contato com seres e ocasiões bem assustadores e que vale a pena conferir e ficar ligado, claro.

Resultado de imagem para Loira do banheiro
LOIRA DO BANHEIRO
Não  se sabe se ela realmente existe ou foi criada apenas para amedrontar os matadores de aula. É que diz a lenda que a tal loira seria uma menina que, depois de matar aula no banheiro durante muito tempo, acabou presa ali como castigo. Para vê-la , porém, é preciso dar descarga três vezes e bater outras três na porta então, para chamá-la. Muitos também a conhecem  como Maria Algodão. E aí, vai confessar que já tentou se comunicar com a loira?
Resultado de imagem para fofão punhal
       FOFÃO

 Os boatos sobre o lado oculto e macabro do boneco rolam desde 1986 e têm a ver com uma suposta faca presa á sua cabeça na parte interior. Ele chegou até ser comparado com Chuck, o brinquedo assassino. Por isso, algumas pessoas resolveram abri-lo para conferir o que havia dentro e afirmam que uma faca negra e pontuda estava bem ali.
Resultado de imagem para gangue do palhaço
E aqui estamos novamente falando de palhaços.
Como não se traumatizar? 


GANGUE DO PALHAÇO
Se você morre de medo sempre que vê um nariz vermelho enorme ou aquela maquiagem pesada e característica, a explicação pode estar nessa aterrorizante lenda urbana aqui. Diz a lenda que um palhaço estaria tocando o terror na vida de diversas crianças nos Estados Unidos, e os boatos se espalharam de tal maneira que aportaram no Brasil. A história de uma gangue formada totalmente por palhaços ganhou força, fazendo com que muita gente pensasse que duas ou até três vezes antes de chegar perto de um desses fantasiados. Nos anos 90, inclusive, alguns raptos de crianças brasileiras - que mais tarde eram encontradas sem seus órgãos internos - foram atribuídos a essa gangue assustadora pela população. A polícia, porém , sempre se esforçou para negar veemente tudo isso, afirmando que essas histórias loucas não passavam de boataria. 
Resultado de imagem para a viúva machado
A Viúva Machado
Assim ficou conhecida Amélia Machado, que foi esposa de um comerciante português chamado Manoel Machado que viveu no inicio do século 20. A lenda é de Natal, no Rio Grande do Norte, e diz que a pobre mulher, que tinha orelhas gigantescas, se trancou de vez em casa após a morte do marido. Certo dia, sozinha e muito deprimida, acabou matando uma criança que invadiu sua casa, depois a cozinhou e comeu o seu fígado. Viciada no que acabara de experimentar, ela passou a perseguir e sequestrar crianças para alimentar sua vontades. Amélia faleceu em 1960, mas, até hoje, o casarão dos Machado coloca medo em quem assa por ali.
Resultado de imagem para o Corpo no colchão NÍVEL BIZARRICE!

O Corpo no colchão
Um casal em lua de mel decide alugar um quarto no melhor hotel de Las Vegas. Essa história está mais para comédia romântica? Sim, se não fosse pelo  que aconteceu depois. Intrigados com certo mau cheiro dentro do local, resolveram revirar o apartamento todo, tentando encontrar de onde ele vinha. Por fim, encontraram: o corpo de uma mulher já em decomposição era o responsável pelo fedor e adivinha em que lugar ele estava? Dentro do colchão.
Resultado de imagem para Coca cola
O CADÁVER NA COCA-COLA
 ''Mas é tão gostoso, como assim cadáver?''. Muitas pessoas se perguntaram isso no passado, quando uma lenda bem terrível e indigesta começou a circular em território nacional. A história é que um funcionário da fábrica de refrigerantes teria caído de um dos tanques do produto após ter sofrido um infarto. O corpo do homem teria ficado lá, sendo decomposto, enquanto a bebida era engarrafada. Na época, as vendas de Coca-Cola chegaram a diminuir no país, mas logo os boatos diminuíram e a lenda perdeu a força.


0 comentários: