15 terríveis monstros pré-históricos

Que Tiranossauro Rex que nada! Talvez as mais interessantes (e mais apavorantes) criaturas pré-históricas não sejam tão conhecidas. Confira essa lista com 15 terríveis monstros que não são tão famosos quando o T-Rex ou o Velociraptor:
1. Estemnosuchus:
Um dos mais bizarros animais pré-históricos. Apesar de se parecer com um dinossauro ele é um parente mais próximo dos mamíferos. Ele tinha o tamanho de um rinoceronte, um chifre sobre seu nariz e gloriosas antenas no topo de sua cabeça – na verdade eram chifres também, mas seu formato era como as “antenas” de uma girafa. Também haviam estranhos ossos saindo de suas bochechas (e ninguém ainda sabe ao certo para que elas serviam).
2. Acrophyseter:
Um parente antigo das baleias. As baleias normalmente não atacam ninguém e se alimentam de pequenos moluscos e crustáceos. Esse cara era o exato oposto – o terror dos sete mares. Ele se alimentava de mamíferos marinhos e, muitas vezes, até de tubarões. Os fósseis que revelaram os assustadores dentes do bichão foram encontrados no Peru.
3. Gigantopitecus:
Se você já ouviu falar do Australopitecus, você já pode adivinhar o que é, exatamente, um Gigantopitecus. Um primata monstruoso que andava pelas florestas da Índia e da China. Vegetariano, mas assustador do mesmo jeito, ele podia medir ate três metros de altura.
4. Epicyon:
Imagine um pitbull que tomou uma boa dose de anabolizantes. Esse era o epicyon, membro da família dos nossos companheiros cachorros. Mas os cachorros atuais são feitos para ter velocidade e resistência, enquanto esse primo tinha apenas a força bruta. Eles moravam na América do Norte, antes de serem substituídos pelos felinos Tigres Dente-de-Sabre.
5. Edestus:
Esse cara faz um Tubarão Branco parecer fofinho. O Edestus tinha sete metros de comprimento e era um dos principais predadores marinhos. Os dentes deles formavam uma “tesoura” assustadora que podia cortar praticamente qualquer criatura ao meio – mas os cientistas ainda não sabem como um Edestus velhinho (e banguela) conseguiria sobreviver.
6. Gorgonopsid:
O nome já é assustador. Eles eram os principais predadores antes do domínio dos dinossauros. Seus dentes incisivos (os caninos) são protuberantes como os de um tigre dente-de-sabre e poderiam atingir tamanhos maiores do que o de um rinoceronte.
7. Pássaro do Terror:
Cientificamente conhecidos como Phorusrhacids, eles foram, em uma época, os maiores predadores da América do Sul. Eles não conseguiam voar, mas eram muito rápidos (de acordo com cientistas, sua velocidade se comparava a de uma chita) e podiam medir até três metros de altura.
8. Madtsoia:
O pior pesadelo de quem tem medo de cobras. Apesar de apenas fragmentos da espécie terem sido recuperados, cientistas especulam que ela poderia medir cerca de 20 metros. Ela se alimentava de uma forma similar à da jibóia – quebrando os ossos da vítima para depois engolir inteiramente o animal.
9. Purussaurus:
O crocodilo gigante. Viveu na Amazônia e media cerca de 15 metros de comprimento. Na época e na região, ele era o predador mais eficiente das águas, e por bons motivos. Restos de animais cortados ao meio próximos às ossadas do purussaurus mostram sua força.
10. Entelodon:
Um porcão malvado. Ao contrário de seus parentes atuais, eles se alimentavam apenas de carne e está entre os mais monstruosos mamíferos que já existiram. Cientistas acreditam que, além de caçar, eles assustavam outros predadores e os afastavam de suas presas já mortas para se aproveitar das sobras.
11. Azhdarchids:
São parecidos com os famosos pterossauros (os mais conhecidos dinossauros voadores) e talvez tenham sido as maiores criaturas voadoras que já existiram. Eles mediam de 12 a 15 metros. Cientistas acreditam que eles não caçavam no vôo, mas se apoiavam nas asas e se alimentavam. Qualquer semelhança com o Grande Toruk, de Avatar, é mera coincidência.
12. Pulmonoscorpius:
O menor bicho da lista, mas ainda assim pode levar alguns à histeria ou causar alguns ataques cardíacos. Muito similar aos escorpiões atuais, mas poderia medir um metro. Assustado? Os cientistas não conseguem estimar o quão poderoso seu veneno seria mas, mesmo assim, posso apostar que você não gostaria de abraçar esse cara.
13. Xenosmilus:
Talvez o mais malvado felino que já andou pelo planeta. Seus restos foram encontrados na Flórida, junto com os de presas infelizes que cruzaram seu caminho. Diferente de seus primos tigres e leões, eles não caçavam quebrando o pescoço de suas presas de forma delicada e precisa. Seu estilo era mais parecido com o de dinossauros, que arrancavam grandes pedaços de carne do animal sem sorte do dia e esperavam que ele sangrasse até a morte (o que não demorava muito).
14. Megalodon:
Ele é mais conhecido, mas é tão grande e assustador que merece estar nessa lista. Similar aos grandes Tubarões Brancos de hoje, ele podia chegar a 20 metros de comprimento e pesar cerca de 60 toneladas – ou seja, seis vezes o tamanho de um T-Rex. Com um desses o filme de Spielberg seria um sucesso ainda maior (ou não, já que ninguém conseguiria ficar no cinema o filme inteiro).
15. Spinossaurus:
Quando saiu a terceira parte de “Parque dos Dinossauros” muitas pessoas reclamaram que o T-Rex amado havia sido substituído por um dinossauro “inventado”. Na verdade o Spinossaurus existe – ou existiu. Os restos do predador foram encontrados em 1915, no Egito, e o paleontólogo que os descobriu estava convencido que tinha nas mãos um amigo maior do que o Rex. Mas como os fósseis foram muito danificados em um bombardeio da Segunda Guerra Mundial, isso não pode ser provado. [Listverse]

0 comentários: