Top Serial Killer

Assassinos em série existiram muitos no decorrer da história, mas quem foram eles? Quem foram os piores? 

Hoje mostramos os piores, dentre os piores deles, os mais terriveis, aqueles que cometeram os assassinatos mais hediondos, MAS apenas os que foram considerados culpados pelos seus crimes.

1.Gilles de Rais -
É considerado o precursor do moderno serial killer. Antes de “enlouquecer” ele era capitão militar dos exércitos de Joana D'Arc, e perdidamente apaixonado por ela. Após a morte de Joana perdeu completamente a sanidade. Após isso deixou a vida militar e refugiou-se na Bretanha Francesa, no castelo de Tiffauges, onde seus demônios e sentimentos mais perversos afloraram. 

Entre 1432 e 1440, chegaram a contabilizar o desaparecimento de mais de 1.000 meninos entre 8 e 10 anos na Bretanha. Em seu castelo, Gilles estava rodeado de uma corte grotesca de bruxas, alquimistas e sadistas. Gastava toda a fortuna em obras artísticas que lhe recordavam as campanhas com Joana D'Arc.

As bizarrices, porém, ocorriam ao cair da noite, quando ele dedicava-se a torturar, estuprar e assassinar meninos, previamente seqüestrados por ’bruxas’.

Em seu julgamento, ele se declarou, a princípio, inocente. Entretanto, em um de seus transtornos de personalidade, dos quais já sofría há anos, ele assumiu a culpa, dizendo estar arrependido. Gilles documentou todos os assassinatos e ações conturbadas. As declarações chocaram a França, pois era considerado um herói pelo povo. Chegaram a contabilizar 200 vítimas, porém é certo que este número seja bem maior. Ele foi condenado em última análise, de torturar, estuprar e assassinar dezenas, senão centenas, de crianças, principalmente meninos.



2. Albert Hamilton Fish -
Foi um pedófilo sado-masoquista, serial killer e canibal. É também conhecido como Gray Man, Lobisomem de Wysteria (Werewolf of Wysteria), Vampiro de Brooklyn(Brooklyn Vampire). Fish gabou-se de ter “tido crianças em cada estado” e afirmou que molestou cerca de cem crianças. 

Durante a sua vida foi apenas suspeito de cinco mortes. Fish confessou três homicídios e ter atacado duas outras pessoas. Foi também julgado pelo rapto e assassinato de Grace Budd. Fish foi condenado à cadeira eléctrica.
3.Andrei Chikatilo -

 
Foi um assassino em série da Ucrânia, apelidado de “açougueiro de Rostov e de ‘O Estripador Vermelho’. Ele foi condenado pelo assassinato de 53 mulheres e crianças entre 1978 e 1990.

Em seu julgamento, Andrei definiu-se como um "aborto da natureza, uma besta louca”, ao qual “só restava a condenação à pena de morte, o que seria até pouco para ele”, nas palavras do próprio. Seu desejo foi atendido, com sua execução ocorrendo na prisão, em 14 de fevereiro de 1994, pelo pelotão de fuzilamento. Mas, antes disso, Chikatilo ainda pode chocar toda a sociedade russa, com as descrições sangrentas de seus crimes e de como fervia e arrancava testículos e mamilos de suas vítimas.

4.Joachim Kroll -

 

Kroll foi um serial killer e canibal alemão. Ele era conhecido como o Cannibal Ruhr (Ruhrkannibale) . Ele foi condenado por oito assassinatos, mas confessou a um total de 13.

Kroll disse que muitas vezes cortou porções de carne de suas vítimas para cozinhar e comer-los, alegando que ele fazia isso para economizar em suas contas de mercearia.

Em abril de 1982, após um julgamento de 151 dias, ele foi condenado a deu nove sentenças de prisão perpétua. Morreu de um ataque cardíaco em 1991 na prisão.

5.Ted Bundy -
 
Theodore Ted “Robert” Bundy é um dos assassinos mais famosos da história dos Estados Unidos. Bundy estuprou e assassinou dezenas de jovens nos Estados Unidos entre 1974 e 1978. Depois de mais de uma década de negação vigorosa, eventualmente Bundy confessou 30 assassinatos, embora o total real de vítimas ainda é desconhecido.

No corredor da morte, Bundy ainda admitiu que decapitou pelo menos uma dúzia de suas vítimas com uma serra. Também confessou visitar em seu sítio, os corpos de suas vítimas. Ele afirmou que ficaria com eles por horas, aplicando maquiagem em seus corpos e fazendo sexo com os corpos em decomposição até que a putrefação o forçou a abandonar os restos.

Bundy foi executado na cadeira elétrica as 07:06, em 24 de janeiro de 1989. 

0 comentários: