Os lugares mais assustadores do Mundo

50. O Resort de San Zhi
Desenhado como um resort turístico de luxo no norte de Taiwan, a cidade futurista de San Zhi foi abandonada antes de ser acabada. História e rumores dizem que muitos trabalhadores morreram durante a sua construção, dentro das casas-cápsulas e o governo decidiu acabar com a obra. Pior de tudo é que as autópsias feitas nos corpos não revelava nada. Agora em vez de um resort turístico para as pessoas mais ricas de Taiwan, San Zhi é apenas uma mini cidade fantasma deixada aos elementos da natureza.

49. Unidade de Experimentação da Unidade 731, Harbin, China
Quase todo mundo já ouviu falar de Auschwitz, mas 1937-1945 durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa e através de Segunda Guerra Mundial, o Exército Imperial Japonês fez uma investigação secreta sobre guerra biológica e química em um unidade de desenvolvimento e pesquisa chamada de Unidade 731. Na Unidade 731 localizada em Harbin (controlada pelos japoneses durante a guerra) fazia experimentos letais para suas cobaias humanas. Foram milhares de pessoas – alguns dizem 10 mil, enquanto outros dizem que 200 mil e até 580 mil – a maioria dos quais eram chineses e coreanos. O acampamento foi fechado em 1945, quando o Japão se rendeu aos Aliados. Hoje, tudo o que sobrevive da Unidade 731 é uma placa de informação. O lugar foi aberto algumas vezes para visitantes,
48. Caverna GOMANTONG, Malásia
Como em um filme de horror, nessa caverna você pode ver a escuridão se movendo! Se milhões de morcegos não te assustam, as milhões de baratas com certeza farão isso. Elas se alimentam principalmente do “guano” – as fezes dos morcegos – mas sua dieta não inclui apenas isso: se qualquer animal cai no meio das baratas é devorado rapidamente, deixando para trás apenas os ossos.
47. Antártica
Durante o inverno, a Antártica fica no escuro. Desde o fim de março até setembro o Sol simplesmente não aparece por lá e a temperatura chega, em média, a 60 graus Celsius negativos. A estação Vostok, uma estação de pesquisa russa no local, gravou a temperatura mais baixa já sentida na superfície da Terra: 89,2 graus Celsius negativos. Isso explica porque a Antártica é o único continente sem população humana nativa.
46. Vale da Morte, EUA
O nome desse lugar tem um motivo: é o local mais quente e seco da América do Norte. Tem 225 quilômetros de puro deserto, com temperaturas na casa dos 46 graus Celsius – no entanto, em 1913, registros mostram que a temperatura por lá chegou a 57 graus.
45. Ilha de Queima Grande, São Paulo , Brasil
A Ilha de Queimada Grande, que fica a 35km de Itanhaém, litoral sul de São Paulo, foi apontada como o verdadeiro inferno na Terra. Ela só é paradisíaca numa foto tirada bem de longe. De perto, na verdade, seria bem difícil alguém tirar uma foto e continuar vivo para mostrá-la a alguém. Por quê? Bom, porque ela possui a incrível média de nove cobras por metro quadrado – são cerca de quatro mil no total. Não tem como você andar por lá e não dar de cara com uma cobra pronta para o bote. E não são cobrinhas inofensivas, não. São todas do tipo Jararaca-Ilhoa (Bothrops insularis), com um veneno extramemente potente, capaz de matar uma pessoa em poucos instantes. Para se ter uma idéia de como esse lugar é perigoso, ninguém pode entrar na ilha sem autorização da Marinha. Veja bem: a entrada na ilha é proibida. Se você quiser visitá-la, você não é corajoso – é maluco mesmo.
44. República de Azerbaijão
Muitas localidades do Azerbaijão foram consideradas inabitáveis. E novas localidades todos os anos são condenadas. Isso tudo porque boa parte dessa República é tomada por centenas de pequenos vulcões de lama – sim, lama. Quando entram em atividade, voa lama para tudo quanto é lado. A atividade vulcânica é constante e se você está em uma cidade ou vilarejo por lá, pode acordar nadando num rio de lama. Para quem pensa que é possível fugir, engana-se! A lama escorre a uma grande velocidade e mesmo com os veículos mais equipados, é impossível se safar. Se você estiver por lá, escutar um estrondo forte e um tremor de terra, reze e faça um prévio aquecimento para não dar câimbra quando você estiver nadando na lama.
43. A Estrada de Yungas
A estrada Yungas, que liga La Paz a Coroico, na Bolívia. Ela tem 56 quilômetros de extensão e faz qualquer estrada brasileira (até mesmo a Fernão Dias) parecer uma Autobahn alemã. A Yungas contorna a Cordilheira dos Andes, a mais de 3 mil metros de altitde! Ela é sinuosa, não possui asfalto e – acredite – não tem guard rail, mureta, nada. Além de ser deserta… se o carro quebrar ou você cair penhasco abaixo, ninguém nunca irá saber o porquê do seu sumiço. Em alguns trechos, a apenas o espaço para passagem de um carro da largura do Gol. Ah, e tem uma neblina incessante também. Resultado: de 200 a 300 mortes são registradas por ano nessa estradinha do inferno.
42. Manchac Pântano, Louisiana
Cenário digno de histórias de terror (dizem que uma bruxa voodoo lançou por lá suas mandingas), o Manchac criou reputação de assombrado, apesar de praticamente só ter crocodilos. Claro que já virou negócio: existem excursões com tochas à meia-noite, para os mais curiosos. Sinistro: cenas do filme A Colheita do Mal (com Hilary Swank) foram gravadas no local.
Séculos atrás o Pântano da Louisiana era o ponto predileto para práticas voodoo. Era comum relatos sobre zumbis que vagavam pelo pântano e rituais de sacrifícios humanas feitos pelos senhores de fazendas para manter sua prosperidade.
41. O Ossuário de Sedlec
PQP! Que coisa macabra é essa!??! Quem decide fazer uma igreja com ossos humanos? É pra ser um santuário, um lugar de paz, serenidade… Bacana saber que tem gente que se sente assim, tão à vontade num lugar bizarro desses, né? Parabéns pro Frantisek Rint, o criador da linda decoração.
40. Prypiat, Ucrânia
Tem um nível inteiro baseado nessa cidade louca da Ucrânia, abandonada, tensa e radioativa. Era lá que ficava a planta de Chernobyl antes de rolar um probleminha básico com um reator lá que fez o povo abandonar a cidade. Entre outras bizarrices, tem um berçário e um parque de diversões abandonado. E dizem que o berçário tem um monte de corpos de bebês e bonecas enterrados no chão.
39. Ohio University, EUA

Wilson Hall, uma menina famosa por ser uma “suposta bruxa”, se matou logo após escrever coisas satânicas e sobrenaturais na parede do seu quarto no campus com seu próprio sangue. Os cinco cemitérios que formam um pentagrama que circunda o campus, com o edifício administrativo no centro completando o símbolo conhecido como “sinal do diabo”. Nas catacumbas de Jefferson Hall, cemitério vizinho, ocorreram inúmeros avistamentos de fantasmas. E, finalmente, para completar, um asilo para pessoas insanas, que era conhecido por tratamentos não convencionais e de choques elétricos, encontrado dentro do sinal, teve casos de pacientes desaparecidos. Um deles foi encontrado cinco semanas mais tarde, morto e com corpo estava em decomposição, deixando uma mancha que delineava o corpo no chão. Essa mancha pode ainda ser vista até hoje. A universidade de Ohio, epicentro dos fenômenos que a circunda, é alvo de diversas história sobre aparições de criaturas estranhas, que segundo boatos, não parecem ser desse mundo. A frase: “Essa universidade está me matando” pode ser interpretada literalmente na Universidade de Ohio.
38. Bhangarh, Índia

A cidade de Bhangarh é conhecida por suas ruínas misteriosamente desertas.Localizado entre Jaipur e Alwar, a cidade era uma vez um belo reino há 1500 anos.No final do século 18, a cidade ficou deserta – como se toda a população fugisse da cidade devido a algum mal. O mito diz que um guru, guru Balu Nath, permitiu a construção da cidade, enquanto a sombra de seus templos grandes não ofuscassem sua casa. Porém no final do século 18, um construtor demasiadamente ambicioso ergueu os templos sobre a casa do já falecido guru e a cidade foi amaldiçoada. Outra versão propõem que a fome e a guerra levou a população a sair. Hoje, o sinal no portão principal da atração adverte que os visitantes não devem se deve entrar antes do amanhecer ou depois do pôr do sol
37. Campo de Concentração de Auschwitz-Birkenau, em Oswiecim, Polônia
O maior campo de concentração na Polônia, ocupado pela Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial sob comando de Hitler, o complexo de Auschwitz-Birkenau é um dos maiores campos de concentração e extermínio. Estima-se que quase 3 milhões de pessoas morreram aqui de 1942 a início de 1945: 2,5 milhões foram exterminados e 500 mil morreram de fome ou doenças. Aproximadamente 90% dos prisioneiros, os quais a maioria eram judeus foram exterminados. Em janeiro de 1945, Auschwitz foi libertado pelas tropas soviéticas. Hoje, os viajantes podem visitar o acampamento, mas é facilmente um dos lugares mais assustadores do planeta.
36. A ilha de Ramree
A ilha de Ramree, em Burma, no sudeste asiático é um verdadeiro desafio para qualquer cabra macho entediado que diz que já passou por tudo na vida. Trata-se de um imenso pântano, infestado por mosquitos transmissores da malária e repleta de crocodilos gigantescos. Durante a II Guerra Mundial, a ilha foi palco de uma batalha por seis semanas. Os relatos de soldados japoneses são macabros. Dos cerca de mil designados para o local, só 20 sobreviveram – os demais foram trucidados pelos crocodilos. “Era a cacofonia do inferno o som dos gritos de soldados sendo mastigados pelos crocodilos”, relatou um sobrevivente. Os Crocodilos que sofrem com a variação climática e a falta de comida por certas épocas do ano, ficam famintos o tempo todo e atacam tudo que se move….e o que não se move também.
35. Mansão Winchester
Após a morte de seu marido e filho, Sarah Winchester (a esposa do filho do criador de rifle) consultou um vidente. E esse proclamou que sua família fora morta pelos fantasmas daqueles que morreram de balas das armas Winchester. O vidente sugeriu que apenas a construção permanente na mansão da família poderia acalmar os espíritos. Assim, ela deveria construir quartos para que os espíritos de luz permanecessem na casa, proporcionado a paz para que os barulhos cessassem. Mas nada disso aconteceu. Os barulhos continuavam a atormentar Sarah, que resolveu construir a casa até o fim de sua vida. A propriedade de 160 quartos é realmente bizarra. Escadas que não levam a lugar algum e portas que abrem para paredes. O chefe de obras chegava pela manhã e Sarah dava as instruções do que queria para o dia. E no dia seguinte ela poderia demolir o que foi feito no dia anterior e reconstruir de outra forma. Assim os espíritos poderiam ficar mais e mais confusos.

0 comentários: