Monga a Mulher gorila

A Monga foi um dos primeiros brinquedos de terror em parques de diversão e circos, fazendo muito sucesso pelo mundo todo!!!

O que poucos sabem é que o brinquedo foi baseado numa história real! A Monga era uma índia do México chamada Julia Pastrana. Ela tinha uma doença conhecida como hipertricose que faz com que os pelos do corpo todo cresçam D+. Então a garota foi comprada, possivelmente da mãe, por um circo dos horrores. Lá ela tocava instrumentos musicais e era apresentada como uma das aberrações. Esse tipo de circo fazia sucesso nos anos 60 pelo mundo todo. A Monga fazia um sucesso incrível, o dono do circo se casou com ela.


[LEIA MAIS]

Julia teve um filho que tinha a mesma doença, mas ele morreu poucas horas depois de nascer, Julia tb morreu por complicações no parto. Depois de morta o Dono do circo mumificou o filho e a esposa e continuou a apresentar a monga nos espetáculos de Freakshow.
Diz a lenda q ela foi vendida pra Rússia tempo depois, mas seu marido enloqueceu e comprou o corpo de volta. Fato é q ele acabou louco e a Monga foi proibida de ser exibida em apresentações. Hj o corpo de Julia e de seu filho estão em um museu da Noruega.



Com o sucesso da lenda da Monga nasceu um brinquedo nos parques de diversões que se espalhou pelo mundo todo. Nele você podia ver uma linda mulher normalmente de biquíni e até nua as vezes se transformar num gorila terrível. Ele se soltava das grades os correntes e corria atrás do publico! Os efeitos especiais da transformação eram fantásticos pra época então a monga era obrigatória em qualquer parque ou circo!!!



A monga nunca deixou de existir é fácil axar apresentações dela em parques de cidades pequenas, e atualmente o Playcenter em São Paulo recriou todo o mistério da MONGA!

ELA VOLTOU! Com esse slogan o Playcenter mostra no parque toda a "história" da mulher que vira a criatura e te convida para ver a transformação ao vivo!!! eai...



TEM CORAGEM ?



Aqui temos um video de como é a Monga em um parque numa cidade do interior de SP:

0 comentários: