Area 51

                                        
Olá leitores e leitoras do PM (Portal do Medo), hoje trago mais um assunto que da minha parte é interessante e também é muito pesquisado na Web, com o passar dos dias, o blog  caiu as visualizações então eu tive que dar um giro nos 30 ai e pensar num bom conteúdo para vocês, logo logo eu me apresento e a equipe inteira irá mostrar a cara ai para vocês, então, vamos lá! 



Vamos a uma pergunta que não quer calar, Qual é a Origem dos Extrasterrestres?
Hieróglifos com desenhos de aeronaves estão em toda parte do mundo, indicando que numa época muito remota pessoas já voavam por todo o planeta.
Traçados de aves, cobras e outros animais para servir de sinalização para aeronaves estão em vários planaltos mostram que já havia aeroportos milhares anos atrás.

Há suspeita de que eram os extraterrestres que já nos visitavam naquela época, e que muitas vezes instruíram alguns homens privilegiados que acabavam virando líderes mundiais, verdadeiras lendas humanas. E de onde surgiram os extraterrestres que nos visitaram?
A realidade é que os primeiros seres humanos que surgiram na terra foram mesmo descendentes dos vegetais, e que nós até hoje, em nosso inconsciente coletivo chamamos os homenzinhos verdes de Marte.

Estes homenzinhos verdes de Marte de posse do Teorema que Platão descobriu evoluíram de tal forma, que chegou numa proporção incrível de seres humanos, ou humanoides como dizemos comumente. E de tão desenvolvidos conseguiram construir máquinas voadoras fantásticas, até que a natureza da terra sucumbiu os seres humanos num cataclismo. Mas de tão evoluídos estes seres estranhos fugiram para outro planeta para preservar a raça humana.

Num segundo momento da evolução da terra, os animais surgiram de novo e os homens já tinham uma forma completamente diferente, eram não mais aqueles humanoides que surgiram dos vegetais, mas seres reptilianos, assim como a maioria dos seres vivos daquela época. Estes conviveram com os dinossauros, mas também conheciam o Teorema que Platão descobriu e evoluíram de tal forma que conseguiram fazer suas máquinas voadoras fantásticas mais uma vez. Mais a terra foi arrasada por mais um cataclismo e estes também tiveram que fugir para outros planetas para manter a raça humana. Pesquise sobre esses seres reptilianos na internet, há muitos documentários sobre o assunto.

Já num terceiro momento, surgiu o ser humano atual, e apesar de toda evolução, não conseguimos ainda chegar a ter aquelas máquinas voadoras tão excelentes como das duas épocas anteriores, com uma tendência de não evoluir a tal ponto antes de um novo cataclismo terrestre.

Os extraterrestres então surgiram na própria terra, e sempre voltam para ver como estão os seres humanos atuais e como está a preservação do seu planeta de origem, para que um dia possam voltar a seu verdadeiro lar, a terra.





ONDE DIZEM QUE GUARDAM ELES MESMO?
Bom, até eu sei.  Dizem que é na ÁREA 51.  Onde esta espalhado pela internet toda que lá  tinha e tem extraterrestes e outras criaturas bem bizarras. Dizem também que quem chegar lá, terá apenas 1 aviso de uma placa para não chegar perto sem Autorização. E todos aqueles que ignorarem aquela placa e se aproximarem mais ainda da AREA, digamos.. que essa pessoa que ignorar o aviso, irá morrer com uma bala bem na testa. 

ONDE  DESCOBRIRAM A AREA 51?
Possivelmente na Deep Web.
QUAL É A LOCALIZAÇÃO DA AREA 51?
A Área 51 é uma área de aproximadamente 1550 km² no Condado de Lincoln, Nevada. Faz parte da (12 139 km²) Nellis Air Force Range (NAFR).
Imagens do Google Earth puderam mostrar mais sobre as pistas de pouso do complexo. A pista de pouso do local é a 14L/32R, construída na década de 1990, medindo 3651 x 61 m.
A Área 51 faz divisa com o Nevada Test Site (NTS), local de testes nucleares. A Montanha Yucca, depósito nuclear, fica aproximadamente a 64 quilômetros a sudoeste do Groom Lake.
A base teve sua existência admitida apenas em 1994, entretanto, não é única base secreta norte americana, existem outras ainda não admitidas pelo governo Norte Americano, por questões de Estado, mas é uma das principais base "secretas" de pesquisas de armas nucleares, bacterológicas, químicas, hidrogênicas entre outros tipos de armas secretas.
Possui um ótimo sistema informatizado (melhor até do que o do pentâgono), semelhante a de outras bases secretas Norte Americanas, e um sistema "quase impenetrável" de Bunker (túneis subterrâneos), com blindagem para suportar um cataquismo apocalíptico e, nos corredores (subterrâneos) um sistemas de paredes que não propagam sons de objetos transmissores de algum tipo de frequência (como bluetooth, infravermelho, rádio frequência) e restrigem conecções até em aparelhos trasmissores com frequência desconhecida (os espiões atuais usam aparelhos com frequência diferente das comunicações atuais, assim não são detectados por aparelhos de contra-espionagem), o acesso a base é amplamente restrito e para entrar lá são usados leitores de impressões digitais (já falsificados por agentes secretos de algumas nacionalidades), leitores biométricos-ópticos, investigação da vida base de origem, quem o enviou, confirmação de quem ele é em diferentes órgãos do alto comando da CIA e da USAF.
O IS (Sistema informatizado) é composto por computadores de última geração que são controlados por um gigantesco computador central que, apenas, cerca de 6 homens de alta patente sabem onde está localizado, com um sistema operacional desenvolvido propriamente para a Área 51 os computadores são assim constituídos, pois se intrusos invadirem o sistema não saberão como funciona o sistema operacional, hackers não conseguem penetrar nunca no sistema, pois ele funciona em dois modos, os computadores que são destinados as pesquisas disponíveis na internet operam com um ótimo sistema de antivírus e a maioria não está em rede, pois assim não correm o risco de serem infectados por ataque de hacker inimigos. Já o outro é útilizado para ficar atento ao que acontece no mundo como feiras, grandes eventos internacionais, cotagem do dólar e etc., Imagine se os quatro computadores estivessem ligado-se entre si e, a rede mundial, se um Hacker conseguisse penetrar no sistema e, certamente estaria com má intenções contra à empresa (já que para infiltrar os sistemas de segurança hoje tem que ser profissionais, e muito mal intencionados), os dados seriam todos comprometidos e o saldo seria um colapso total, mas se apenas um computador (que não armazena-se dados financeiros, apenas servi-se como base para as atualidades), estivesse ligado a rede e, os outros estivessem com as informações mais importantes e relevantes, nada de grave aconteceria. Este é o Princípio de Segurança informatizada da Área 51 e das demais "Bases secretas americanas".

  
Uma das entradas da area 51.

MAIS SOBRE A AREA 51:

Em 2009, um artigo no Los Angeles Times referiu-se á Área 51 como "a instituição militar mais famosa do mundo e que oficialmente não existe". Desde a fundação das instalações nos anos 50 do século XX - num armazém de artilharia da Segunda Guerra Mundial a cerca de 130 quilómetros de las Vegas - a presença da Área 51 foi possivelmente o segredo mais mal guardado da história do secretismo. O local não consta dos mapas geológicos dos Estados Unidos da América, e as imagens da área foram apagadas das imagens de satélite governamentais mais recentes. A Força Aérea respondia às questões de civis sobre a Área 51 negando a existência de instalações com esse nome, apesar de, numa carta de 1998, os serviços terem admitido a existência de umas "instalações operacionais perto do Lago Groom Dry" que levava a cabo atividades confidenciais.
Não obstante, artigos de jornais, como o publicado no United Press em 1995 que dava conta da queda de um avião secreto na Área 51, há muito que davam conta da existência desta base secreta. E ao longo dos anos, alguns descuidos deixaram oficiais em posições bastante complicadas, tendo mesmo que anular confirmações da existência da Área 51. Um artigo da Space Review conta que em 1974, por exemplo, os astronautas que estavam na estação orbital, apontaram as suas câmaras de forma inocente para o estado do Nevada e captaram imagens da base (um memorando da CIA para o então diretor da agência, William Colby, descreve os esforços para encobrir o sucedido).
Os esforços para manter o secretismo da base tiveram um sucesso limitado. Um despacho da Agência Noticiosa Cox no ano de 1980, aparentemente baseado numa fuga de informação por parte de fontes da indústria aeroespacial, descrevia os testes de bombardeamentos de teste com B2 no local. Outras manobras foram registadas por observadores de aeronaves amadores que se concentram há vários anos no perímetro da Área 51, passando o céu a pente fino com binóculos e juntando várias peças que, gradualmente, se vão parecendo com um puzzle. Um artigo de 2005, publicado no Las Vegas Sun, traçou o perfil de Glenn Campbell, o líder de um grupo de observadores chamados Interceptors, que contavam com a presença de um construtor de modelos de aeronaves secretas à escala e um antigo engenheiro que se dedicava à investigação na área da gravidade (uma atividade que se atribuía há muito àquela zona).
Fotografias tiradas por um satélite russo e publicadas na Internet no ano de 2000 confirmaram o que observadores de aeronaves amadores, teorias da conspiração e perito em OVNIs há muito asseguravam - que o local era composto por um complexo de edifícios, um hangar gigante e uma pista onde eram realizados testes a protótipos de aeronaves da próxima geração. Essas fotografias podem ser vistas na Federação de Cientistas Americanos, algumas delas melhoradas em computador, bem como uma análise detalhada. A federação conseguiu mesmo acompanhar alguns melhoramentos feitos na Área 51, incluindo uma nova pista com 3,6 quilómetros de comprimento e mais de 40 metros de largura, aparentemente construída nos anos 90 do século XX para substituir a antiga.
Para além de testes a aeronaves experimentais dos Estados Unidos, a Força Aérea, aparentemente, também testava aviões inimigos capturados na Área 51. Um artigo da Associated Press de 1984, faz referência a um MiG-21 capturado da União Soviética que se tinha despenhado nos arredores nesse mesmo ano, tirando a vida ao general da Força Aérea que o pilotava.
Mas, independentemente daquilo que se passe dentro da Área 51, as verdadeiras atividades são com certeza muito pouco interessantes comparadas com os rumores que correm. Como um artigo do New York Times de 1996 dava conta, alguns especialistas em OVNIs sugeriam que o governo poderia estar a testar naves espaciais extraterrestres naquela zona restrita. Os rumores que corriam na Internet também asseguravam que os destroços da nave e os corpos de seres extraterrestres recolhidos na alegada queda de um OVNI em Roswell, Novo México, no ano de 1947 tinham sido levado para a Área 51 para análise. No final dos anos 80 do século XX, um homem que garantia ser um antigo funcionário da Área 51 veio a público dizer que o exército estava a desenvolver uma aeronave movida a antimatéria. O homem chegou mesmo a dar uma entrevista para um noticiário.
O estado do Nevada chegou mesmo a batizar a estrada número 375 como autoestrada extraterrestre, um chamariz para os turistas interessados neste tipo de fenómenos e que injetam muito dinheiro na economia local. A página "oficial" da Área 51, mantida pelo gabinete de turismo de Las Vegas, diz que há rumores que a Área 51 está a ser usada para a "criação de armas de energia exótica, experiências de controlo meteorológico e, ainda mais interessante, para o desenvolvimento de viagens no tempo e tecnologia de teletransporte".

0 comentários: